malwares-Wordpress

Os programas que pretendem causar danos ao WordPress são conhecidos como malwares pelos internautas. 

A maioria dos usuários se refere a esses programas como vírus, mas isso não mostra a extensão total desses programas prejudiciais: um vírus de computador é realmente um tipo de malware.

Existem diversos tipos e você precisa saber qual deles está prejudicando seu tráfego ou roubando dados de seus clientes antes de removê-lo. 

Quais são tipos de malwares?

Veja a seguir alguns deles:

Vírus informáticos

Os vírus são programas capazes de se espalhar de forma independente, fazendo cópias de si mesmos e se infiltrando em outros programas de computador. Este é o tipo de malware mais antigo e conhecido. Quando um programa de vírus é iniciado, ele se multiplica e pode interferir nas funções do computador, destruir dados, espionar o usuário ou até causar danos ao hardware.

Worm de computador

Os worms também são capazes de se reproduzir e se alastrar mais ativamente, do que os vírus e não dependem de outros arquivos para isso. Eles utilizam redes ou mídia removível para obter acesso a outros sistemas, mas precisam de um programa para ajudá-los nessa tarefa. 

É comum se espalhar por e-mails, usando softwares de gerenciamento de contas do usuário. Dessa forma, pode ser enviando a todos os contatos no catálogo de endereços. Os worms, assim como os vírus, podem danificar o sistema e geralmente são usados ​​para obter controle secreto sobre o computador. Eles são os tipos mais comuns de arquivos maliciosos da Web.

Cavalo de Tróia

Um cavalo de Tróia, ou simplesmente ‘Trojan’, assemelha-se a um aplicativo útil e seguro para se instalar e poder acessar o sistema de um computador (como na mitologia antiga, quando os gregos usaram o cavalo de madeira para entrar na cidade de Tróia). Eles executam funções geralmente ocultas dos usuários. 

Esses vírus podem realizar várias ações prejudiciais, como monitorar o tráfego de dados de um computador. Ou copiar informações ou arquivos e os enviar, enquanto outros podem executar tarefas específicas no computador, alterar ou instalar novos softwares (principalmente outros softwares mal-intencionados, como spyware ou adware). 

Em casos mais graves, podem até ser controlados remotamente (através de uma função de backdoor), o que oferece a outros usuários a chance de invadir o computador para fins de crimes cibernéticos.

Adware

A palavra “adware” é uma contração de “anúncio” e “software” e funciona inserindo publicidade em programas. Geralmente, vem inclusos em softwares livres e legítimos, mas pode ser perigoso se forem programados para realizar alterações no sistema ou nas configurações do navegador sem permissão. É comum mostrar pop-ups ou sites falsos.

Spyware

Este software é usado para descobrir dados do usuário e enviá-los ao criador ou a terceiros, sem que o usuário saiba completamente que seu comportamento está sendo registrado. As informações obtidas pelo spyware geralmente são coletadas para fins comerciais ou para que, anúncios personalizados possam ser exibidos, por exemplo.

Como spyware e adware não causam danos diretos, esse tipo de programa se enquadra na categoria “greyware”. Embora, também possa afetar o desempenho e a segurança do seu computador.

Scareware

Os “scareware” são os mais assustadores e chegam a perturbar o usuário, exibindo avisos falsos sobre malware detectado no computador. Esse vírus anuncia softwares que afirma ser capaz de remover o malware. 

Alguns deles exibem taxas para justificar, e são conhecidos como software de segurança não autorizado ou rogueware. Se o usuário comprar esse aplicativo supostamente útil e instalá-lo, mais malwares vão aparecer no computador.

Ransomware

Esse software extensivo vai um passo além do scareware: o ransomware bloqueia o acesso ao sistema operacional de um computador ou a arquivos importantes. Para que o bloco seja acessado novamente, o programa exige um pagamento de resgate.

Backdoor

Isso é mais uma função, do que um programa independente. Parte de um software é conhecida como backdoor, quando um usuário externo obtém acesso a um computador. Isso acontece sem que o usuário legítimo saiba.

O acesso remoto é frequentemente explorado para realizar ataques de negação a serviços ou enviar e-mails de spam. Os backdoors podem ser instalados por cavalos de Tróia, worms ou vírus.

Como remover malwares de site infectado?

Há muitas razões para o seu site tenha sido invadido ou infectado por malware, e diversas maneiras de removê-las, veja qual procedimento adotado pela Metamídia:

  • Identificação de focos de infecção com ferramentas e varredura automatizada;
  • Varredura manual ou atualização do WP;
  • Remoção do malware;
  • Instalação de ferramentas de Firewall;
  • Checklist de segurança no WordPress;
  • Checklist de segurança do servidor de hospedado do site;
  • Revisão de todos os acessos do seu site: cPanel/Plesk, FTP, banco de dados e WordPress;

A Acunetix – pioneira em software de segurança Web automatizado – revela que as vulnerabilidades de alta gravidade estão aumentando e cada vez mais presentes nos sites de todo o mundo. 

A pesquisa mais recente realizada pela empresa, mostra que, 55% dos sites têm um vírus malicioso ativos. Além disso, 84% dos aplicativos Web apresentaram acessos não-seguros de média gravidade.

Você ficou preocupado? Não há motivos para tanto, há muitas ferramentas que podem aumentar a segurança do seu site. Veja mais sobre ‘Navegação segura: saiba proteger o WordPress de vírus‘.

Como remover os malwares do seu site WordPress?

Vamos ao que interessa, você deve estar aflito. Por isso, fizemos uma lista dos três plugins e ferramentas que podem ajudá-lo a remover malwares do seu site WordPress:

1. Sucuri 

O SUCURI é um dos serviços de segurança de sites mais populares na limpeza de sites invadidos, incluindo a inspeção dos seguintes pontos:

  •  Lista negra do Google;
  •  Injeções de malware;
  •  Desfiguração;
  •  Spam de SEO;
  •  Phishing;
  •  Redirecionamentos maliciosos;
  •  Backdoors;
  •  Aviso do Google.

Não apenas limpa uma vez, mas protege seu site e evita futuros hacks.

2. SiteGuard

O WordPress, Joomla, Magento, Drupal, ExpressionEngine e todas as outras principais plataformas são protegidas e recuperadas por essa ferramenta.

O SiteGuard oferece limpeza de emergência para sites infectados com malware ou na lista negra do Google. O melhor é que eles oferecem uma garantia de devolução do dinheiro, caso não funcione.

E, se você estiver procurando por proteção de segurança contínua, poderá assinar um plano de proteção que abrange varredura diária, monitoramento de reputação de SEO, detecção e remoção de ameaças, etc.

3. Wordfence

O Wordfence ajuda você a limpar e restaurar o site WordPress ou Joomla rapidamente. Caso você não saiba, o plugin para WordPress está com mais de 1 milhão de ativos instalados.

No serviço de limpeza, você obtém a seguinte assistência:

  •  Um relatório detalhado da investigação e remoção;
  •  Lista de verificação acionável para prevenção de ataques futuros;
  •  Limpe e restaure o site afetado;
  •  Investigação de como os invasores entraram no seu site.

Espero que os serviços listados acima o ajudem a reparar o seu site invadido e a colocar seus negócios on-line em operação.

Caso você esteja procurando uma das melhores ofertas para remover malwares e vírus do site WordPress da sua empresa. Contacte a Metamídia e receba uma ligação dos nossos consultores especializados especializada em gerar soluções criativas na Internet.

Não seja invadido, fique seguro!

site com vírus serviço de limpeza
5.00 avg. rating (100% score) - 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *