sitemaps

Aparecer nos resultados de pesquisas que tenham relação com o seu negócio é essencial para qualquer site. E, para isso, uma das ferramentas que se apresenta é o sitemaps. Ele pode ajudar suas páginas e conteúdos a aparecerem para o público.

Mas o que exatamente é um sitemap, como funciona e quando ele é necessário? Você encontra as respostas para estas e outras perguntas abaixo. Continue lendo e veja tudo sobre essa ferramenta e como ela pode ajudar seu site a deslanchar.

O que é sitemaps?

Esse é o nome de um documento de texto ou arquivo que facilita a indexação de páginas da internet em ferramentas de busca. Isto é, ela auxilia na localização de sites, bem como na disposição deles como resultados nos sites de pesquisa.

Por exemplo, considere uma pesquisa que é feita diante do Google, plataforma de maior uso de pesquisas no mundo todo. Para que uma página apareça dentre os resultados da busca, ela precisa estar indexada ao Google.

A indexação, então, funciona como um reconhecimento da existência da página. Caso ele não ocorra, não será possível que o site apareça nos resultados de pesquisa. Assim, o sitemaps auxilia nesse encontro e registro.

Como funciona o sitemaps? 

sitemaps

Em geral, as ferramentas de pesquisa utilizam links presentes em páginas já indexadas para reconhecer a existência de outras. Considere, por exemplo, um site que possui várias páginas acopladas e que faz referência a elas por meio de links internos.

Portanto, a primeira varredura é feita pela existência de links. A segunda, por sua vez, dá-se com auxílio do sitemap. Ele lista todas as URLs de um site junto aos metadados que trazem informações trais como a data da última modificação do conteúdo.

No exemplo das páginas acopladas a um site, então, considere que o sitemaps é capaz de trazer informações sobre elas, bem como sobre os conteúdos nelas presentes. Com isso, consegue indicar a relação das páginas com o site, bem como sua relevância para ele e outros dados cruciais.

A partir disso é possível melhorar a eficiência com a qual o Google (e outros buscadores da web) rastreia o seu site. Do mesmo modo,                                                                                                                    você mesmo pode indicar quais são os conteúdos mais relevantes para o seu site.

Quais são os tipos de informações que o sitemaps traz?

Esse rastreador de páginas e de conteúdos traz diversas informações relevantes. Por exemplo, indicam com quais sites se relacionam. Também, quando foi a última modificação do conteúdo e quais são os tipos de conteúdos ali presentes.

No que diz respeito à atualização, os dados informam quando foi a última modificação, bem como a criação do conteúdo. Igualmente, a frequência de atualizações. Mas não para por aí.

Os conteúdos em arquivos de mídia também são rastreados pelo sitemaps. Nesse caso, então, ele traz dados sobre a categoria a qual pertencem, o tempo de execução, os tipos de arquivos e até mesmo para quais faixas etárias são indicados, assunto e licenças.

Portanto, veja como o sitemap é rico em informações que ajudam seu site e as páginas relacionadas crescerem. Para tanto, utiliza-se de códigos que indicam o que está especificado.

Por exemplo, <loc> se refere à localização da URL, enquanto <lastmod> indica a última atualização do conteúdo. Cada uma das informações possui um código correspondente.

Qual a importância de ter um sitemap na sua página?

A importância desse tipo de ferramenta é garantir que os mecanismos de busca reconheçam suas mais diversas páginas perante uma pesquisa relacionada. Somente assim, então, é possível que elas apareçam como resultado.

Isso é o que permitirá que usuários visualizem sua página, visitem-na e conheçam suas conteúdos, bem como façam conversões.

Preciso criar um sitemap para meu site?

Depende. De modo geral, páginas com vinculação completa permitem aos mecanismos de busca o reconhecimento de todas elas. Isso ocorre, por exemplo, quando o menu do seu site ou os links internos contemplam todas elas.

Contudo, nem sempre isso é possível. Ainda, existem situações em que fazer uso do sitemap é indispensável, como veremos abaixo.

Situações em que os sitemaps são indispensáveis

Conheça 4 situações em que operar o sitemap é importante para que suas páginas tenham o reconhecimento necessário e apareçam nos resultados de pesquisas em mecanismos de busca.

Sites muito grandes

Quando seu site possui muitas páginas é possível que alguma(s) dela(s) passe(m) desapercebida(s) pela ferramenta de busca, especialmente as que sejam novas ou tenham atualização recente.

Páginas isoladas

As páginas isoladas são aquelas que não fazem referência a outras e não constam como referência. Nesse caso é uma boa ideia apostar no sitemap.

Site com conteúdo de vídeos e imagens (rich media)

Quando páginas com ricos conteúdos em vídeos e imagens usam o sitemap isso as beneficia na medida em que é possível que o mecanismo de busca liste outras informações relevantes sobre eles. Por exemplo, no caso dos vídeos existe a possibilidade de informação do tempo de duração.

Site recente

É comum que as páginas de busca usem os links internos e externos para verificar outras páginas. Por isso, um site recente deve se valer do sitemaps para garantir que haja sua indexação no Google e em outras ferramentas.

Padrão de sitemaps

Ainda em 2006, há longínquos 12 anos, o Google, o Yahoo! e a Microsoft promoveram um acordo entre si. Nele, estabeleceram um padrão para a criação de sitemaps. Isto é, padronizaram o tipo de indexação de sites.

Com isso, tornou-se possível indexar páginas independentemente da ferramenta de pesquisa que o usuário utilizasse. Assim, todos saíram ganhando: as plataformas de busca porque puderam encontrar mais páginas e tornar os seus resultados mais completos.

Por outro lado, os donos de site também tiveram seus ganhos. Afinal, passaram a poder indexar suas páginas aos mecanismos de busca sem precisar promover adaptações e alterações de acordo com o tipo de ferramenta de pesquisa.

É possível encontrar quais são os padrões decorrentes desse acordo no site sitemaps.org. Lá estão listadas as diretrizes, bem como tudo o que é necessário saber para fazer uma indexação em diversas plataformas, de modo padronizado.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.